OPINIÃO: Por que te calas, Miguel?

Quarta-Feira, 04 de Agosto de 2021 13:00

OPINIÃO: Por que te calas, Miguel?

Diz o ditado: “Diz-me com quem tu andas, que eu te digo quem tu és!”

Sonir José Boaskevis*

Pode até parecer clichê, mas talvez Lucas do Rio Verde nunca tenha vivido uma época em que o velho ditado “diz-me com quem tu andas que eu te digo quem tu és” se tornou tão verdadeiro e claro, ao menos no campo da política. Em pouco mais de sete meses, três escândalos mal explicados e cirurgicamente administrados para que sejam esquecidos, chamam a atenção até mesmo de pessoas que pouca atenção dão aos bastidores do poder na cidade.

CARTEIRADA - Neste período tivemos um caso de carteirada para retirada de uma moto em pleno feriado de Corpus Christi, sem pagamento de taxas, sem que as avarias constatadas pelo agente de trânsito declaradas em sua autuação fossem consertadas... enfim, alguém cometeu um crime claro de abuso de poder e concussão, mas o secretário de Segurança e Trânsito apressou-se em tentar inventar um artigo dentro do Código de Trânsito para justificar os atos de seu subordinado. E a investigação???? Nada!

VACINAS – Dias depois, outro escândalo: alguém furtou, bem debaixo do nariz da Secretaria Municipal de Saúde, 84 doses de vacinas AstraZeneca contra a COVID-19. As questões levantadas quanto ao fato de não ter ocorrido arrombamento no Posto de Saúde; de ter sido furtado apenas o medicamento e não os frascos e, mais; não haver sequer uma imagem de qualquer câmera de segurança capaz de indicar quem cometeu e como aconteceu o crime... nenhuma sindicância apontou responsável e tudo está no mais absoluto silêncio.

DENÚNCIA DE AGRESSÃO – O mais recente escândalo diz respeito à suspeita de que o vice-governador de ter agredido sua esposa. Naturalmente que tudo ainda não passa de suspeita e qualquer movimento de culpa ou absolvição pode ser caracterizado como um ato de injustiça. Ao contrário, a cautela é exigida... que o vice-governador se explique dentro dos trâmites da Lei e que a verdade prevaleça, mas... que haja a exaustiva e completa investigação!

O que une os três casos? O silêncio absoluto do Gabinete do Prefeito Miguel Vaz... aliados próximos são acusados de terem tomado parte em eventos graves, até mesmo criminosos (dependendo do que apontarem investigações isentas e severas) e o prefeito, que deveria encarnar todas as virtudes do povo luverdense, sendo exemplo máximo de ética e retidão moral pública, sendo o primeiro a pedir que os envolvidos se expliquem... se cala, se esconde, eventualmente até ponha terceiros para falar por ele, mas não mostra decisão, pulso firme capaz de mostrar que seu governo quer deixar uma mensagem positiva, principalmente em um País que sofre, historicamente, com casos de corrupção e acobertamento de atos criminosos em todas as instâncias de poder.

Enfim... diz-me com quem tu andas e eu te direi quem tu és!

*Sonir José Boaskevis é sociólogo e jornalista em Lucas do Rio Verde

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}