Notícias

Quarta-Feira, 12 de Maio de 2021 20:02

VOTO IMPRESSO: Bolsonaro elogia Congresso e volta a pedir mudanças no sistema eleitoral brasileiro

Aos parlamentares, presidente disse: “... com voto auditável aprovado por vocês, não teremos mais dúvidas na cabeça de qualquer cidadão se o processo foi conduzido com lisura”.
Autor: José Boas

REDAÇÃO – O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a falar nas mudanças que ele propõe para o sistema eleitoral brasileiro na tarde desta quarta-feira (12). Ele defende que haja maior transparência no modelo de contagem de votos e que seja possível, ao eleitor, conferir se o voto dado na urna eletrônica foi, de fato, para o candidato por ele escolhido. Isso seria possível com a acoplagem de uma pequena impressora ao lado da urna eletrônica que confeccionaria um boletim em papel, com nome e número dos candidatos votados, e que seria depositado em uma urna paralela. Caso houvesse dúvidas sobre os votos de uma determinada urna, delegados de partidos ou candidatos poderiam pedir a recontagem de votos a partir dos boletins impressos, além da conferência da memória da própria urna eletrônica.

LISURA NO PROCESSO - A parlamentares que participavam de uma cerimônia no Palácio do Planalto, Bolsonaro enfatizou: Esse novo Parlamento que está aí já é melhor que o anterior, e tenho certeza que nas urnas de 2022, com voto auditável aprovado por vocês, não teremos mais dúvidas na cabeça de qualquer cidadão se o processo foi conduzido com lisura ou não (...) Se o Parlamento promulgar, teremos voto impresso em 2022. Ninguém passará por cima da decisão do Parlamento brasileiro. Chega de sermos atropelados”.

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - O presidente aproveitou a cerimônia de assinatura de um convênio da Caixa Econômica Federal com o Ministério do Meio Ambiente para elogiar o aumento no lucro do banco, anunciado na manhã desta quarta-feira (CLIQUE AQUI para ler a matéria completa sobre o assunto) para elogiar o presidente do banco, Pedro Guimarães: “Até pouco tempo atrás, as diretorias da Caixa eram loteadas. O assalto corria a céu aberto. Hoje o Pedro Guimarães, com liberdade para trabalhar, cada vez mais a Caixa abraça o Brasil”.

LEIA MAIS: PASSEIO - Bolsonaro reúne mais de mil motociclistas em passeio por Brasília

LEIA TAMBÉM: AGROÍNDIOS - Em live de Bolsonaro, indígena de Mato Grosso fala sobre agronegócio em reserva

LEIA AINDA: TERRORISMO - Se não combatido, terrorismo pode chegar às cidades, alerta Bolsonaro

Fonte: Secretaria de Comunicação - Palácio do Planalto

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}