Notícias

Sábado, 01 de Maio de 2021 12:18

TERRORISMO - Se não combatido, terrorismo pode chegar às cidades, alerta Bolsonaro

Alerta foi dado durante abertura da 86ª Expozebu, na manhã de hoje (sábado, 01)
Autor: José Boas

REDAÇÃO – Durante a abertura oficial da 86ª Expozebu, na manhã deste sábado (01), o presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que o Brasil passa por um severo teste de suas instituições e que o direito à propriedade privada corre riscos. Para ele, é dever do Estado garantir que as recentes ações de invasão de terras que têm ocorrido no País parem, para que seja evitado um mal ainda maior.

CASOS DE RONDÔNIA – O presidente citou os casos recentes que têm acontecido em Rondônia, onde grupos armados invadem terras, destroem maquinário, casas e outras benfeitorias.

“Junto com o governo de Rondônia e o ministério da Justiça estamos montando estratégias para conter as ações terroristas, que começam no campo e podem acabar chegando até as cidades. A Liga dos Camponeses Pobres tem levado o terror aos produtores do estado. (...) Nós preservamos o direito à propriedade privada. Ela é tudo para nós. Essa segurança é que nos dará independência econômica e dias melhores para o nosso povo”, asseverou o presidente.

NÚMEROS EM BAIXA – Bolsonaro ainda lembrou que, de acordo com levantamentos feitos pelo Governo, o número de invasões de terras teve queda desde o início de seu mandato. Ele acredita que isso se deve ao fato de o Governo Federal ter acabado “... com repasses de verbas públicas para ONGs ligadas ao MST. Eles perderam força e deixaram de levar terror ao homem do campo. As pessoas passaram a ter tranquilidade no nosso governo”.

INDÍGENAS – Outra ação destacada por Jair Bolsonaro, foi o trabalho junto aos povos indígenas, favorecendo a produção agrícola e pecuária dentro das reservas. Assim, diz o presidente, os índios não precisam mais invadir as terras próximas: “Temos conversado com o Funai e, hoje, os nossos irmãos índios querem cada vez mais participar do crescimento do nosso país, investindo e produzindo mais alimentos”.

LEIA TAMBÉM: TERRORISMO - Fazendeiro relata agonia sob o poder de grupo que invadiu propriedade

LEIA MAIS: AGROÍNDIOS - Em live de Bolsonaro, indígena de Mato Grosso fala sobre agronegócio em reserva

Fonte: Canal Rural

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}