Notícias

Sábado, 14 de Novembro de 2020 06:29

Sargento que atirou em VG na ex se apresenta, mas não fica preso

O sargento da Polícia Militar Ronaldo Henrique de Amorim Neves, suspeito de atirar na ex-mulher dele por não aceitar o fim do relacionamento deles em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, na quarta-feira (11), se apresentou nesta sexta-feira (13) à Corregedoria da PM.

A arma de fogo do policial já foi recolhida e o policial será entregue à Polícia Judiciária Civil, na Delegacia da Mulher, onde será ouvido e provavelmente liberado, já que cinco dias antes das eleições, a lei determina que nenhum eleitor pode ser preso, salve em flagrante ou por cumprimento de mandado judicial decorrente de sentença condenatória.

Em nota, a Corregedoria da PM afirmou que já abriu inquérito para investigar a conduta do PM.

O caso

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a tentativa de feminicídio ocorreu na noite dessa quarta-feira (11) no Residencial Celestino Henrique Pereira, em Várzea Grande. Segundo a PM, a vítima, de 31 anos, foi encontrada ferida baleada na rua. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada e a socorreu.

Amorim trabalha na academia da PM no bairro Costa Verde, em Várzea Grande. Testemunhas contaram à polícia que o sargento foi até a casa da vítima para tentar reatar o relacionamento. No entanto, a ex-mulher deixou claro que não queria voltar com ele. Inconformado, ele atirou três vezes na ex-mulher, que foi atingida no braço e nas costas.

A vítima

A paciente foi encaminhada por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Pronto Socorro de Várzea Grande na noite de quarta-feira e passou por uma cirurgia de urgência para realização de laparotomia.

Após procedimento cirúrgico, foi encaminhada à Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde encontra-se em ventilação mecânica, sendo acompanhada pela equipe de cirurgia geral e ortopedia, conforme informações da Secretaria de Saúde de Várzea Grande.

Fonte: G1-MT

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}