Notícias

Segunda-Feira, 14 de Dezembro de 2020 06:38

Pai denuncia tabacaria por incentivar mulheres dançarem nuas em Cuiabá

O pai de uma adolescente denunciou uma tabacaria, na Capital, por realizar “desafios pornográficos” durante um baile funk lotado de menores. A reclamação ocorreu após vários vídeos viralizarem nas redes sociais.  

De acordo com as informações, a competição é considerada o auge da festa, que atrai dezenas de pessoas. O momento é agitado pelo DJ, que traz músicas cujo o refrão incentiva as meninas a “dançarem pelada”. 

Nas gravações que circulam na internet, é possível ver uma mulher dançando somente de calcinha e sutiã. Em outro, meninas aparecem rebolando com vestido curto em um palco próximo a mesa de som. Enquanto isso. o púbico formado por homens e mulheres, vibra. Todos presentes estão aglomerados na pista. Os conteúdos geraram indignação e diversos comentários negativos nas redes.

Em entrevista à imprensa, o proprietário do estabelecimento admitiu que existe competições relacionadas ao funk, no entanto, negou que o desafio incentive a nudez. “Fiquei sabendo da situação através de um vídeo que está rolando nas redes sociais. Eu não sou a favor, sou contra. Na casa noturna tem a disputa sim, de uma garota com a outra no funk, mas não dessa forma”, pontuou.

O empresário esclareceu ainda que a mulher que tirou a roupa foi convidada a se retirar da casa. “Os organizadores não permitem esse tipo de coisa, me falaram que ela foi retirada pra fora e teve seu dinheiro devolvido”, pontuou. 

Por fim, o empresário alegou ainda que muitos menores conseguem entrar no empreendimento apresentando documentos falsos, o que dificulta o controle do público no local.

“Nós empresários, donos de tabacaria e casa noturna enfrentamos uma situação muito difícil com os menores porque eles têm um fácil acesso a documentação falsa”, concluiu.

Fonte: Folhamax

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}