Notícias

Quinta-Feira, 29 de Abril de 2021 17:15

MICROEMPRESAS - BNDES amplia, por 6 meses, prazo de carência para pagamento de empréstimos

Cálculos do banco indicam que cerca de 100 mil empresas serão beneficiadas com a suspensão do pagamento de R$ 2,9 bilhões em parcelas
Autor: José Boas

BRASÍLIA – O BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – emitiu nota na tarde desta quinta-feira (29) informando que será reeditada a portaria que suspende a cobrança de parcelas de empréstimos concedidos a micro e pequenas empresas pelo banco. Com a reedição, o BNDES estima que 100 mil pequenos negócios no Brasil sejam beneficiados e que R$ 2,9 bilhões deixem de sair de seus caixas ao longo do semestre em que a portaria estiver vigente.

Na primeira edição da medida, em 2020, o BNDES informa que as empresas beneficiadas puderam contar com um auxílio de R$ 13,6 bilhões. Governos estaduais e prefeituras também foram atingidas pela primeira portaria e deixaram de pagar mensalidades que, juntas, chegaram ao total de R$ 3,9 bilhões de governos.

COMO FAZER – Gustavo Montezano, presidente do BNDES, explica que, para poder negociar o novo benefício, o empresário deve procurar seu agente financeiro: “a suspensão das prestações deverá ser negociada pelo empreendedor diretamente com o agente financeiro que lhe concedeu o financiamento original. Os pedidos já podem ser feitos a partir desta quinta-feira (29)”.

RESTRIÇÕES – Porém, a renegociação tem seus limites, explica Montezano. Ficam de fora da nova portaria os empréstimos tomados nas modalidades PEAC - Programa Emergencial de Acesso ao Crédito  -, recursos contratados para comércio exterior, aqueles provenientes de contratos com a administração pública e dívidas agrícolas já renegociadas.

LEIA TAMBÉM: INFRAESTRUTURA - Lucas do Rio Verde terá relevância ímpar para a logística brasileira, diz ministro

LEIA MAIS: LUCAS DO RIO VERDE - Unidade da BRF está autorizada a exportar para a África do Sul

Fonte: BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}