Notícias

Sexta-Feira, 21 de Maio de 2021 14:02

MASSACRE EVITADO: Parceria entre Polícia e Serviço de Inteligência internacional evita massacre em escola

Operação Shield interceptou conversas entre integrantes de grupo que pretendiam praticar atentados em escolas do Distrito Federal
Autor: José Boas

BRASÍLIA – Na manhã desta sexta-feira (21), a DERCCDelegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos - da Polícia Civil do Distrito Federal, deflagrou a Operação Shield (escudo, em inglês). O alvo era um suspeito de tramar, com outros comparsas, ações terroristas em escolas do DF. Os investigadores contaram com o apoio do HSI - Homeland Security Investigations (Agência de Investigações de Segurança Interna) que mantém um escritório em Brasília. A partir de informações colhidas pela HSI, os policiais conseguiram descobrir as intenções do grupo.

A partir das informações colhidas, a Polícia Civil solicitou à Justiça autorização para prender os indiciados. Um deles foi encontrado, levado à Delegacia e confessou que o plano era atacar escolas da Capital Federal, a começar por uma escola do Recando das Emas (31km da Esplanada dos Ministérios). Em vídeo divulgado, os policiais mostram que, na casa do acusado havia máscaras e armas que, possivelmente, seriam usadas nos ataques.

PARCERIA – À imprensa, o delegado-adjunto da DERCC, Dr. Dário de Freitas, enfatizou que o trabalho de parceria entre a Polícia Civil do DF, do SEOPI – Laboratório de Inteligência Cibernética - e os agentes do HSI foi fundamental para o sucesso da operação: “Trata-se de um excelente exemplo de colaboração entre os países envolvidos (EUA e Brasil), o Laboratório de Inteligência Cibernética (SEOPI) e a PCDF”.

LEIA TAMBÉM: ATENTADO: Peritos dizem que autor dos assassinatos em escola de Santa Catarina não sofre de insanidade

LEIA MAIS: EM RISCO: Em Mato Grosso, escola Dom Pedro II corre risco de fechar por falta de instalações adequadas

Fonte: Jornal de Brasília

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}