Notícias

Quarta-Feira, 16 de Setembro de 2020 06:45

Ledur é indiciada por tortura contra segundo aluno do curso dos Bombeiros

A Corregedoria-geral do Corpo de Bombeiros encaminhou ao Ministério Público Estadual (MPE) o indiciamento da tenente Izadora Ledur de Souza Dechamps em mais um Inquérito Policial Militar (IPM). A conclusão da investigação foi homologada pela Corregedoria, tendo concluído que ela cometeu crime de natureza militar em relação a Maurício Santos, que foi aluno do 15º Curso de Formação do Corpo de Bombeiros. Veja o documento ao final.

Outro aluno do mesmo curso, o jovem Rodrigo Claro morreu em novembro de 2016 após sessões de afogamento conduzidas pela tenente na Lagoa Trevisan durante o treinamento de salvamento aquático. Ledur é ré pela morte de Rodrigo em ação penal que tramita na 11ª Vara Criminal da Justiça Militar em Cuiabá.

Maurício sobreviveu às sessões e, ao prestar depoimento sobre a morte de Rodrigo, afirmou que só está vivo porque desistiu do curso. Ele alega ter sofrido tortura e abusos por parte de Ledur, de maneira semelhante às ações que teriam levado à morte do outro aluno.

O novo IPM foi instaurado em 28 de fevereiro de 2019 e tramitou desde então na Corregedoria sob relatoria do encarregado Henrique Alves de Souza, major do Corpo de Bombeiros.

Em decisão da última sexta (11), o corregedor-geral da corporação, coronel Lázaro Leandro Nunes, homologou o relatório e encaminhou os documentos à 13ª Promotoria de Justiça Criminal do MPE, responsável pelos crimes militares. A decisão determinou a "imediata apuração disciplinar das transgressões disciplinares". O MPE agora deve avaliar o oferecimento de nova denúncia.

Em nota, a assessoria do Corpo de Bombeiros informa que o Inquérito Policial Militar contra Ledur foi homologado, porém ainda não foi publicado. "O indiciamento não se deu pelo crime de tortura, mas pelo crime de maus tratos (art. 213 do CPM), conforme relatório do encarregado e homologação do corregedor-geral".

Fonte: RDNews

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}