Notícias

Sexta-Feira, 14 de Maio de 2021 12:43

EM RISCO: Em Mato Grosso, escola Dom Pedro II corre risco de fechar por falta de instalações adequadas

Unidade da Escola Militar fica em Alta Floresta iniciou suas atividades em 2018 e já se tornou destaque em educação de qualidade em Mato Grosso
Autor: José Boas

REDAÇÃO – Fundada em 2018, primeira Escola Militar do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, a E.E.M Dom Pedro II de Alta Floresta, figura entre as melhores instituições de ensino público do estado. Segundo os resultados do IDEB 2020, a unidade foi classificada com o 1º lugar entre todas as escolas de Alta Floresta; a 3º melhor escola estadual mato-grossense e a 4ª melhor unidade de ensino público de todo Mato Grosso. Apesar dos resultados expressivos, a escola corre o risco de ser fechada por falta de instalações adequadas para funcionar.

O PROBLEMA - De acordo com o site AltaNotícias, o problema começou já na instalação da escola na cidade. Quando o Comando Geral do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso anunciou o interesse de criar uma divisão de educação e ensino e instalar sua primeira unidade educacional, diversos município se candidataram, mas foi Alta Floresta a escolhida para receber a escola pioneira do programa. 

As promessas do Poder Público Municipal, à época, eram de viabilizar, em curto espaço de tempo, um local próprio para que as aulas fossem ministradas. Por questões administrativas, políticas e econômicas, no entanto, a Escola Militar Dom Pedro II, até agora, não recebeu seu prédio, seus 276 alunos, de acordo com dados oficiais do Governo de Mato Grosso, são obrigados a usar, de maneira improvisada, um ginásio de esportes. 

DOM PEDRO II – As escolas militares administradas pelo Corpo de Bombeiros ganham, tradicionalmente, o nome do monarca brasileiro por dois motivos: o primeiro é que foi o Imperador que criou a primeira unidade oficial especializada em combate a incêndios no Brasil, através do Decreto Imperial 1.775, de 02 de julho de 1856, no Rio de Janeiro, então Capital do Império e, em segundo lugar, porque Sua Majestade sempre evidenciou sua inclinação por apoiar e financiar, às vezes do próprio salário, estudantes e instituições de ensino.

Dom Pedro II dizia, que “se não fosse eu Imperador, seria Professor. Não há atividade mais nobre e digna doque a que se dedica a educar e moldar as mentes para o futuro do País”.

LEIA TAMBÉM: SEGURANÇA NAS ESCOLAS: Cattani quer coibir ataques criminosos em escolas de Mato Grosso

LEIA MAIS: EDUCAÇÃO - Gilberto Cattani quer fim do panfletarismo ideológico nas escolas de Mato Grosso

Fonte: AltaNotícias

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}