Notícias

Terça-Feira, 18 de Maio de 2021 08:11

EDUCAÇÃO: Governo de Mato Grosso decide adiar retorno das aulas presenciais na rede pública

Nova data de retorno pode ser em junho, em sistema híbrido
Autor: Andréia Fontes - Seduc-MT // Edição: José Boas - LEIA LUCAS

REDAÇÃO – Apesar de o Governo do Estado ter determinado aos professores que retornem às atividades presenciais nas escolas da rede pública estadual, ficando em sistema de teletrabalho apenas os profissionais considerados parte dos grupos de risco de alto contágio da COVID-19, a data para retorno das aulas não foi determinada. Até agora, o retor está valendo apenas para os plantões pedagógicos, com restrições de cinco alunos por sala de aula e para os setores administrativos das escolas também voltam às suas atividades.

Uma das determinações da portaria é que os servidores que se enquadram nos grupos de risco só devem retornar ao trabalho 15 dias após terem recebido a segunda dose da vacina contra COVID-19.

SISTEMA HÍBRIDO - A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) estuda a possibilidade do retorno das aulas na rede estadual de ensino, no sistema híbrido, para o início de junho, respeitando as medidas de biossegurança para evitar a disseminação do coronavírus. Por causa da pandemia, desde o final do mês de março de 2020 as atividades de ensino ocorrem de maneira não presencial, com aulas online e uso de material didático impresso.

SEGURANÇA – Em nota, a Secretaria de Educação garante que as escolas já estão preparadas para receber os estudantes com segurança, mas a data de retorno está condicionada à situação epidemiológica no Estado. A ideia é que a volta ocorra com 50% dos alunos em sala de aula, alternando a presença dos estudantes e dando prioridade aos anos iniciais.

A prioridade ao retorno, de acordo com uma Lei aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador Mauro Mendes, prevê que os primeiros a retornarem às salas de aula serão os alunos que não possuem acesso à internet.

Mesmo assim, o retorno não é obrigatório e cabe aos pais decidirem se seus filhos frequentarão ou não as salas de aula assim que as atividades presenciais forem retomadas.

Sete estados já retomaram ou determinaram o retorno das aulas no sistema híbrido: Espírito Santo, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe.

LEIA MAIS: EM RISCO: Em Mato Grosso, escola Dom Pedro II corre risco de fechar por falta de instalações adequadas

LEIA TAMBÉM: VISITA ILUSTRE: Embaixador da NASA dá palestra em Escola Militar no norte de Mato Grosso

Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}