Notícias

Quarta-Feira, 07 de Abril de 2021 19:58

COMERCIANTES - Vereadores de Lucas do Rio Verde comentam manifestação de comerciantes locais

Dos 9 vereadores que compõem o Plenário da Câmara Municipal, apenas 4 participaram da reunião com comerciantes que pedem revisão nos decretos de combate à COVID-19
Autor: José Boas

Dos nove vereadores que formam o Plenário da Câmara Municipal de Lucas do Rio Verde, apenas quatro compareceram à reunião com pequenos empresários da cidade na tarde quarta-feira (07). Os manifestantes pedem que os decretos estadual e municipal com medidas que visam combater o avanço da COVID-19 em Mato Grosso e em Lucas do Rio Verde sejam imediatamente revistos, alegando que os comerciantes que atendem no período noturno estão à beira da falência, graças àquilo que eles caracterizam como “uma política parcial, que atende mais a interesses político-partidários do que a demandas sociais necessárias”.

O LEIA LUCAS ouviu dos vereadores Márcio Albieri (PSD), Wlad Mesquita (PRTB) e Zinho Pereira (PP). Os parlamentares, embora vejam abordagens diferentes ao problema, comungam da mesma opinião: é necessário agir e parar de lidar apenas com as consequências.

WLAD MESQUITA – O vereador entende que há duas frentes de batalha dentro da questão. Em sua avaliação “é necessário que as pessoas se conscientizem de que as medias básicas de prevenção são muito importantes. Usar máscara, lavar as mãos, usar álcool em gel, manter o distanciamento... tudo isso ajuda neste momento. Por outro lado, temos que reconhecer que o Poder Público precisa reagir, parar de tratar o caso da COVID-19 apenas em suas consequências, jogando a responsabilidade para os hospitais e profissionais da saúde... é necessário agir antes, na fonte, evitar que as pessoas se contaminem e superlotem as enfermarias e UTIs do jeito que está acontecendo em todo o País”.

MÁRCIO ALBIERI – O social-democrata faz uma crítica direta aos governadores e prefeitos. Segundo ele, “já é hora de nossos gestores pararem de fazer discursos bonitos, fazer o jogo do politicamente correto! Não há mais espaço e nem ambiente para esse tipo de coisa... enquanto eles fazem discurso e jogam as responsabilidades para as costas dos outros – comerciantes, médicos, sociedade em geral – vamos continuar a ver hospitais superlotados, falta de medicamento e de oxigênio, falta de médicos para atender a todos e vamos continuar a ver recordes de mortes todos os dias. Agora, se for deixado de lado o politicamente correto, quando estes mesmos gestores entenderem que não é a restrição de horário, não é o fechamento de lojas, não é a perseguição aos pequenos comerciantes, que vai nos livrar desta doença, então começaremos a notar um quadro de melhora significativa”.

ZINHO PEREIRA – O parlamentar entende que a demanda dos comerciantes luverdenses é justa e precisa ser ouvida pelas autoridades. Ele defendeu o direito aos comerciantes de trabalhar e comentou: “não estamos aqui para nos colocarmos contra o prefeito, o governador ou contra quem quer que seja... nossa função é ouvir as demandas e equilibrar as ações. Eu entendo que os pequenos comerciantes de Lucas do Rio Verde têm sido, sim, prejudicados com as medidas tomadas para se combater a COVID-19 e que chegaram ao seu limite. Então, alguma medida mais eficiente precisa ser pensada para que empresas e empregos não sejam perdidos... se isso acontecer, toda a cidade sofre as consequências”.

LEIA TAMBÉM: Parem de administrar números e pensem no povo!, dizem comerciantes de Lucas do Rio Verde

Fonte: LEIA LUCAS

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}