Notícias

Sábado, 05 de Junho de 2021 00:18

CÍVICO-MILITAR: Interior de Mato Grosso poderá ter primeira escola sob administração do Exército

Consulta pública definirá se comunidade aceita parceria firmada entre a SEDUC-MT, o Ministério da Defesa e o MEC
Autor: José Boas / LEIA LUCAS

CÁCERES – A Escola Estadual Senador Mário Motta, em Cáceres (509km a sudoeste de Lucas do Rio Verde), pode se tornar a primeira unidade educacional pública do interior de Mato Grosso a aderir ao Programa Federal Cívico-Militar (PECIM). A administração da escola contará com o apoio do Exército Brasileiro, a partir de uma parceria entre a SEDUC-MT - Secretaria Estadual de Educação de Mato Grosso, o Ministério da Defesa e o Ministério da Educação.

REQUISITOS - Para fazer parte do PECIM, a escola que se candidata precisa atender alunos em condição de vulnerabilidade social, ter desempenho educacional abaixo da média estadual do IDEB, ter mais de 500 alunos matriculados e oferecer educação básica (6º ao 9º ano) ou Ensino Médio (1º ao 3º ano) nos turnos matutino e vespertino.

OFERTA – Além de acompanhamento pedagógico, há oferta de um currículo extra que conta com disciplinas como Valores, judô, técnicas de redação, Educação Ambiental, Tecnologias, música, dança, folclore mato-grossense e Educação Moral e Cívica. Outra novidade da oferta será o estímulo dado à formação de clube do livro, clube de matemática, clube de física, clube de química e clube de robótica.

A votação para saber se a comunidade apoia as mudanças acontece na próxima quarta-feira (09), das 08h às 18h, na quadra poliesportiva da Escola Estadual Senador Mário Motta, sem intervalo para almoço.

LEIA TAMBÉM: TODOS NA ESCOLA - Cartilha orienta gestores em ações de enfrentamento à exclusão escolar

LEIA AINDA: SEM MEDIR ESFORÇOS - Professora pedala em estrada de terra para ensinar crianças com deficiências

Fonte: Cáceres Notícias

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}