SUBINDO SEM PARAR - Preço da gasolina dispara 25,48% no primeiro semestre

Sexta-Feira, 09 de Julho de 2021 22:02

SUBINDO SEM PARAR - Preço da gasolina dispara 25,48% no primeiro semestre

RIO DE JANEIRO - Com alta de 1,41% em junho, preço da gasolina completou 13 meses de elevação consecutiva e abastacer com etanol se torna vantajoso no Mato Grosso

Ficou pronto o levantamento do preço de combustível da ValeCard, referente ao mês de junho, que registrou alta da gasolina de 1,41%, com o litro vendido a R$ 5,915 em média. No acumulado do primeiro semestre, o aumento é de 25,48% no Brasil. Apenas em Mato Grosso compensa substituir por etanol.

GASOLINA - O preço médio da gasolina registrou variação positiva pelo 13º mês seguido. Em junho, o valor subiu 1,41% nos postos de combustíveis do País – em média, o litro foi vendido a R$ 5,915 (no mês anterior, o preço médio foi de R$ 5,832).

Nos primeiros seis meses de 2021, o preço da gasolina subiu 25,48% no Brasil – em dezembro de 2020, o valor médio era de R$ 4,714. As informações constam em levantamento exclusivo feito pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

Obtidos por meio do registro das transações realizadas entre os dias 1º e 29 de junho com o cartão de abastecimento da ValeCard em cerca de 25 mil estabelecimentos credenciados, os dados mostram que as maiores altas foram registradas em Pernambuco (3,83%) e no Maranhão (3,81%). Nenhum Estado registrou queda no preço do combustível.

ETANOL - No Rio Grande do Sul (R$ 5,722) e em Rondônia (R$ 5,694) foram registrados os maiores preços médios do etanol em junho. Conforme o levantamento, a exemplo do que aconteceu em maio, apenas em Mato Grosso compensa abastecer o veículo com etanol – a opção só é vantajosa quando o litro do derivado da cana-de-açúcar custar 70% (ou menos) do que o litro da gasolina.

Fonte: Click Petróleo e Gás //  Texto: Flavia Marinho

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}