Quarta-Feira, 03 de Março de 2021

Notícias

Segunda-Feira, 18 de Janeiro de 2021 06:34

Suspeito de executar diretora do Sanaer teria vingado demissão da esposa

Um dos suspeitos de participar da execução da presidente do Sanear, Terezinha Silva, morta com sete tiros na sexta (15), em Rondonópolis, foi conduzido pela Polícia Militar à delegacia neste domingo. Ele é vigilante armado do Hospital Regional. Informações preliminares apontam que a motivação do crime teria sido a demissão da esposa dele, que era funcionária do Sanear. 

Segundo informações preliminares, uma denúncia anônima levou a PM até uma casa no bairro Dom Osório, onde moraria um possível suspeito de ter cometido o crime. Ele estaria armado e de posse de uma moto idêntica à usada no crime, uma Honda CB 300 vermelha.

Conforme ainda a denúncia, a esposa dele teria sido demitida do Sanear no último dia 12, depois de ter trabalhado por cinco anos na autarquia. Na ocasião, ela teria sido tratada de forma ríspida pela presidente do Sanear, o que teria por sua vez motivado o crime.

O suspeito teria o hábito de andar armado e seria muito agressivo. Na residência do suspeito, além da moto, que possivelmente foi usada no crime e que foi ligeiramente descaracterizada pelo seu dono, também foram localizados dois capacetes escuros aparentando ser os utilizados no crime de homicídio, mais um par de tênis.

A arma do crime ainda não foi localizada e o homem negou participação nos crimes. A delegada Juliana Carla Buzzeti conduz a investigação. Policiais da DHPP estão em diligências para coletar informações que possam levar ao esclarecimento do homicídio. A Polícia trabalha com a hipótese de execução.

Imagens de câmeras de vigilância da região onde aconteceu o crime confirmam que a caminhonete Ford Ranger branca em que Terezinha estava foi seguida por uma dupla de moto. Assim que o veículo parou no semáforo, a dupla se aproximou e aconteceram os disparos. Tiros atingiram a região da cabeça dela. A Polícia Militar e Civil estão em rondas em busca dos criminosos.

Fonte: RDNews

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}