Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020

Notícias

Domingo, 16 de Fevereiro de 2020 07:11

Em 1 ano de mandato, Geller destinou R$ 39 mi para Mato Grosso

Em apenas um ano, o líder da bancada e progressista, Neri Geller, já conseguiu viabilizar R$ 39 milhões para Mato Grosso. Em 2019, o federal foi responsável por alocar recursos de Ministérios, recurso extra (MAC e PAB) e Sudeco (equipamentos e obras), atendendo assim a todas as regiões mato-grossenses. Foram beneficiados setores da Agricultura Familiar, Desenvolvimento, Infraestrutura Urbana e Rural, Educação, Saúde com custeios para atenção básica, média e alta complexidade.

Para o secretário de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), Silvano Amaral, o parlamentar tem serviço prestado ao Estado e por isso, consegue avançar nas negociações em prol do produtor rural de Mato Grosso. "Neri já foi ministro de Agricultura, tem cacife e abertura em praticamente todos os Ministérios, é um político agregador, isso facilita muito na busca de recursos e obras", disse o secretário.

Liderança política da região Médio-Norte, prefeito de Barra do Bugres, Raimundo Nonato, enalteceu o trabalho do líder da bancada na destinação de recursos. "Ter um federal como Neri Geller representa muita coisa. Para mim ele é um homem que foi eleito pelo povo e está cumprindo seu papel, honrando as obrigações com todos que acreditaram nele pela força do voto. Eu sempre acreditei no Neri, gosto dele como pessoa, e sempre tive certeza de que ele faria muito pela população de Mato Grosso", declarou Nonato, ao comentar o recurso de R$ 4,7 milhões destinados por Geller à pavimentação asfáltica do município.

Segundo informações da assessoria de imprensa, além da atuação em Brasília, em 2019 o deputado cumpriu agenda percorrendo 80 municípios de Mato Grosso. "Não estive nos lugares apenas para pedir voto, voltei em cada cidade para agradecer a confiança no meu trabalho. Sou grato a cada voto que tive e à oportunidade de trabalhar por Mato Grosso", disse Neri Geller.

O parlamentar destacou ainda os R$ 57 milhões viabilizados junto à Aneel para levar energia elétrica à região Noroeste do estado; e os R$ 70 milhões do projeto "Terra Limpa" (Incra e Intermat) para regularização fundiária em Mato Grosso, sem elencar ainda, os recursos que chegaram aos cofres do Estado via emenda de bancada.

Fonte: Olhar Direto

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}