Polícia considera apoio da DHPP para chegar aos líderes dos crimes em Lucas

» Segurança

Por Sergio Nery em 04 de Junho de 2019 ás 06:03

O crime registrado no último dia do mês de maio, quando três adolescentes teriam sido raptados no Bairro Tessele Junior e levados a uma área de mata, já no município de Sorriso, quando dois foram mortos e um foi ferido gravemente por disparos de arma de fogo foi solucionado em um trabalho feito pelas Polícias dos municípios de Lucas do Rio Verde e Sorriso.
 
Quatro suspeitos foram identificados, de acordo com o delegado Daniel dos Santos Nery. A principal motivação dos crimes seria a suposta "invasão" da área feita pelas vítimas do duplo homicídio e da tentativa. O provável líder do grupo criminoso que atua no bairro Tessele Junior teria ordenado os assassinatos.
 
Durante as investigações, um dos indivíduos apontados como autores do crime triplo acabou confessando a morte de um transexual na região de um posto de combustíveis na cidade. Ele teria ido ao local adquirir entorpecentes, e em uma conversa com o transexual, houve um desentendimento e desferiu alguns disparos contra a vítima, motivo considerado fútil.
 
O delegado descarta que exista um conflito entre facções na cidade, nesse momento, mas destaca que há, entre esses grupos, algo como um código de ética, que prevê punições para cada ação cometida que possa prejudicar os grupos. A invasão do espaço de atuação seria uma delas.
Daniel dos Santos Nery falou ainda que existe um trabalho policial que visa chegar até quem ordena os crimes mais graves cometidos em Lucas nos últimos tempos. Para aprofundar ainda mais essas investigações, o delegado considera até mesmo pedir um reforço para um grupo especializado, a equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, da capital do estado.
 
"Inclusive eu já estou com uma viagem programada para Cuiabá e devo debater isso com eles, pra que a gente possa aprofundar mais e chegar ao mandante. Embora a Delegacia já tenha uma linha, com toda essa apuração é natural, mas eu não descarto essa possibilidade de um apoio da DHPP pra gente aprofundar mais ainda", destacou o Delegado.
 
» Mais Imagens