Moradores denunciam violência em Lucas

» Segurança

Por Redação em 06 de Maio de 2018 ás 08:51

As denúncias de moradores são frequentes, e os registros cada vez mais detalhados. A preocupação dos moradores da região do PSF 6 é porque as trocas de tiros ocorrem mesmo durante a semana, quando a Avenida Goiás recebe jovens que estudam no período noturno.

O registro feito por um morador na noite deste sábado, é ainda mais dramático, pelo horário em que aconteceu, e pelo movimento de pessoas na avenida. Ele contou que ouviu alguns disparos semelhantes a tiros e saiu de casa para ver o que estava acontecendo.

O morador contou que ainda viu quatro homens correndo com tacos de sinuca nas mãos, e foram efetuados mais disparos. Dois homens voltaram em direção a um bar situado na região, e um deles aparentemente foi atingido por um disparo. Outro atravessou a avenida para buscar abrigo em um beco da região.

Na hora do fato, segundo o morador, que pediu para não ser identificado, ainda havia muita gente na rua, visto que há várias igrejas na região, e a Avenida Goiás é uma via de ligação entre os dois setores da cidade.

Nas mensagens enviadas à redação,  o morador fez um relato sobre o movimento suspeito na região. Segundo ele, um indivíduo se aproxima do local, pilotando uma motocicleta, entrega o produto a outras pessoas a pé, ou de bicicleta, e mais tarde o movimento de veículos em busca do entorpecente é muito grande.

O morador diz ainda que o grupo é muito organizado, pois consegue se antecipar às ações da Polícia, evitando um encontro e possível detenção. A ligação entre o crime de tráfico e o crime contra a vida é evidente e há vários fatos comprovando isso.

A escalada da violência passa também pelos frequentadores de bares que circulam portando armas, seja de fogo, seja arma branca. Na noite deste sábado, foi registrado um crime de homicídio em um bar no Bairro Veneza, nas imediações da região denunciada pelo morador. Um homem de 28 anos de idade foi morto, a principio foram desferidos golpes de faca contra ele, supostamente durante uma confusão no estabelecimento.

Os moradores cobram um policiamento mais intenso na região, justamente pela movimentação de estudantes, moradores, frequentadores de bares e famílias nas igrejas das imediações.

 

» Mais Imagens