Apesar da fidelidade, bancada de MT fica sem emendas

» Política

12 de Julho de 2019 ás 06:10

Apesar da fidelidade da bancada na Câmara dos Deputados, que votou em peso a favor do texto-base da reforma da Previdência, aprovada na noite dessa quarta (10), Mato Grosso não foi contemplado com os mais de R$ 439,6 milhões em emendas parlamentares, destinadas a ações de saúde nos municípios, que foram liberadas pelo Governo Jair Bolsonaro (PSL). A informação é da ONG Contas Abertas. 
 
As unidades da federação beneficiadas pelas emendas parlamentares liberadas ontem são: Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, São Paulo e Sergipe.
 
O placar da votação do texto-base da reforma da Previdência surpreendeu: foram 379 votos a favor e 131 contrários. Somente a deputada Rosa Neide (PT) votou contra. Os demais integrantes da bancada de Mato Grosso na Câmara – Nelson Barbudo (PSL), José Medeiros (Podemos), Emanuelzinho (PTB), Neri Geller (PP), Carlos Bezerra (MDB), Doutor Leonardo (Solidariedade) e Juarez Costa (MDB) - foram favoráveis à proposta encaminhada pelo Palácio do Planalto.
 
A liberação dos mais de R$ 439,6 milhões ocorreu um dia após ser disponibilizado outro R$ 1,135 bilhão também para a saúde por meio de emendas. Com isso, só entre terça (9) e quarta, foi autorizada a liberação de R$ 1,574 bilhão.
 
Emendas parlamentares são recursos previstos no Orçamento da União cujas aplicações são indicadas por deputados e senadores. O dinheiro tem de ser empregado em projetos e obras nos estados e municípios. (Com informações do G1) 
 

Fonte: RDNews

» Mais Imagens