Criança é encontrada no mato em Lucas com cordão umbilical

» Polícia

Por Sergio Nery em 23 de Novembro de 2017 ás 19:43

Robson Alex

De acordo com a Cabo PM Angela, a comunicação foi feita à central por volta das 18:00 horas desta quinta-feira. Ela estava em uma viatura próxima ao local, o Bairro Parque das Araras, e a guarnição se dirigiu ao ponto indicado, na região do lago Harry Muller.

Um homem teria ido ao local coletar material para confeccionar artesanato quando se deparou com o bebê e acionou a Polícia Militar. “Quando chegamos ao local, haviam muitas pessoas ao redor da criança. Ela estava bem vestida, ainda com o cordão umbilical, o cheiro estava forte, e a criança já era atacada por formigas e moscas. Aí o instinto materno falou mais alto. O Corpo de Bombeiros estava mais longe que nós, então eu peguei a menina no colo e levamos para receber atendimento”, disse a Cabo Angela.

No Hospital São Lucas, a pequena foi atendida pela Enfermeira Juliana Bom, e apesar das marcas deixadas pelos insetos, o estado de saúde da menina era bom. Ela foi avaliada, examinada e submetida a uma assepsia completa, e depois alimentada.

A presença da menina causou um aumento na movimentação do setor de emergência do Hospital São Lucas. Todos queriam conhecer a pequena sobrevivente. O Conselho Tutelar acompanhou os procedimentos. De acordo com o Coordenador do Conselho, Diego Amorim, a pequena deverá permanecer em observação no Hospital, e o Ministério Público será acionado para acompanhar o caso.

No Hospital o Sargento Celso do Corpo de Bombeiros auxiliou nos procedimentos. Ele afirmou que apesar do abandono e das marcas provocadas pela ação dos insetos, é prematuro afirmar que a criança tenha sido vítima de violência física. Segundo o Sargento, a menina tinha marcas em um dos pés, que pode ser proveniente do teste do pezinho, o que leva a crer que tenha nascido em um hospital.

Uma testemunha teria afirmado à Polícia Militar que viu quando uma mulher de bermuda escura, teria se dirigido ao mato com a criança e saído sem o bebê. Isso era no inicio da tarde. A quinta-feira foi de clima bastante quente em Lucas do Rio Verde, e o fato da criança ser encontrada ainda com vida pode ser considerado uma vitória.

Aliás, esse foi o nome escolhido pela Cabo PM Angela para a menina. Emocionada, a Militar admitiu o interesse em adotar a pequena Vitória. “Sou mãe de dois filhos homens, e já liguei para o meu marido dizendo que vou lutar com todas as forças para adotar essa menina. Eu estava de serviço no dia certo, na viatura certa, na hora certa. E aquele senhor que foi no mato buscar material”, relatou a Policial.

As investigações agora acontecerão no sentido de identificar a mãe da criança e os motivos que a levaram a abandonar o bebê recém-nascido. Ela deverá responder pelo crime de abandono de incapaz.

» Mais Imagens