Mauro sinaliza salários em dia em julho, mas descarta pagar a RGA neste ano

» Mato Grosso

Por RDNews em 03 de Maio de 2019 ás 06:37

O governador Mauro Mendes (DEM) e os secretários Mauro Carvalho (Casa Civil) e Basílio Bezerra (Gestão) se reuniram na manhã desta quinta  (2), com os representantes do Fórum Sindical para tratar, entre outros assuntos, da regularização do pagamento do salário no dia 10 e o pagamento do 13º salário em dezembro. Na reunião, democrata ressaltou o respeito pelas lideranças que representam os servidores públicos, porque “a defesa de classe é legítima”.

Sobre as demandas, Mauro  destacou que trabalha com a possibilidade de pagar o salário em parcela única até o dia 10, a partir de julho. “Essa é a nossa meta”, disse, assegurando que todos os esforços são para que isso se torne realidade. “Trabalhamos acreditando sempre que é possível fazer o impossível”, disse. 

 “Tenho feito o meu trabalho e cumprido com a minha obrigação. Quando o Estado estiver equilibrado financeiramente, todos irão sair ganhando, a população terá serviços públicos de qualidade e o servidor público receberá o seu salário em dia”, ressaltou, lembrando que para que isso seja possível é necessário que todos contribuam.

Já quanto ao 13º salário, o governo informou aos sindicalistas que o Estado trabalha com o objetivo de pagar em parcela única dentro do dezembro, conforme preceitua a lei.

“Os esforços são nesse sentido. Contudo, caso a realidade financeira mude para melhor, nós poderemos trabalhar com a alternativa de parcelar em até três vezes a partir do segundo semestre deste mês, sendo a última parcela em dezembro de 2019”, confirmou.

Também foi tratado sobre a Revisão Geral Anual (RGA) de 2018, contudo, em relação a esse assunto, não houve nenhuma alteração da situação já existente.

Momento atual

Sobre o momento atual das finanças do Estado, Mauro fez questão de frisar que não há como mentir ou esconder os números. “Primeiro porque quem controla esses números são servidores de carreira e se algo for dito que não seja real, eles mesmos poderão revelar a verdade. Segundo, que não é essa a minha forma de trabalho. Nossa gestão trabalha com a verdade e na busca por soluções que possam melhorar a prestação de serviço para o cidadão e também para o próprio servidor público”, assegurou.

Apesar de nesses quatro primeiros meses de 2019, até o momento não ter ocorrido nenhum evento de liquidez que aumentasse a arrecadação, e o Estado contar apenas com a receita que entra mês a mês, a situação financeira tem melhorado.

“Já estamos melhorando conforme os balanços financeiros demonstram. E nosso esforço irá continuar dia a dia”, disse.

Canal aberto

Com a disposição apresentada pelos sindicalistas em contribuir para que o Estado possa superar a crise em que se encontra, o governo vai criar um canal de comunicação direto, em que será possível apontar soluções que possam aumentar a economia do dinheiro público no custeio e manutenção da máquina e também para elevar a arrecadação. (Com Assessoria)

 

» Mais Imagens