Servidor recebe Camaro e Amarok como propina para fraudar sistema ambiental

» Mato Grosso

23 de Dezembro de 2018 ás 09:40

RDNEWS

O servidor da Secretária de Meio Ambiente (Sema) Brunno César de Paula Caldas recebeu para fraudar o sistema de Cadastro Ambiental Rural da Sema (Simcar), do administrador de fazendas, Márcio José Dias Lopes, veículos de luxo, como Camaro e Amarok, conforme consta na decisão do desembargador Orlando Perri.

Os carros inclusive foram apreendidos pela Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), durante a deflagração da quarta fase da Operação Polygonum, na terça (18).

Os dois carros citados são investigados na operação e estão apreendidos pelas fraudes na emissão de licenças ambientais.

Consta na denúncia, que Brunno tinha a função de ligação entre os proprietários de imóveis rurais e os analistas da Sema para que as fraudes fossem concluídas.

“Brunno Cesar de Paula Caldas atuava como intermediário entre os proprietários dos imóveis rurais e os analistas da Secretaria de Meio Ambiente. A conduta criminosa ficou demonstrada por sua ingerência na aprovação ilegal dos Cadastros Ambientais da Fazenda Alvorada”, diz decisão.

 Consta ainda que Brunno foi contratado por Márcio para intermediar as fraudes no Simcar. Os favores foram pagos em dinheiro e em transferência de veículos de luxo.

 “Tendo sido contratado por Márcio José Dias Lopes, sendo que seus serviços foram pagos por meio de pagamentos em dinheiro e transferência dos veículos Camaro e Amarok para o nome de seu pai, na tentativa de esconder o proveito obtido com a prática dos crimes”, consta no processo.

 Brunno foi cooptado pelo também envolvido na operação, João Dias que era Superintendente na época.

 

Fonte: https://www.rdnews.com.br/policia/servidor-recebe-camaro-e-amarok-como

» Mais Imagens