Símbolo do nazismo é pichado em prédio da UFMT, em Cuiabá

» Mato Grosso

Por Folhamax em 11 de Outubro de 2018 ás 07:05

O Instituto de Linguagens da Universidade Federal de Mato Grosso (IFMT) teve uma de suas paredes pichadas com o símbolo do nazismo na Segunda Guerra Mundial, a suástica. Além disso, a pichação foi completada com o número 17, do candidato a presidência Jair Bolsonaro (PSL). A pichação teria sido feita nos últimos dias segundo os universitários. Alguns deles ficaram muito assustados e com medo.

 “Menção ao fascismo e ao nazismo não é questão de opinião ou divergência política. Fiquei desapontada por uma manifestação desse tipo estar numa universidade pública ainda por cima, que deveria ser um local de debate e esclarecimento da história. O sentimento é de desesperança mesmo, de ver pessoas compactuando e expondo essas ideias tão retrógradas”, disse a estudante Thays Amorim.

A suástica é um símbolo místico encontrado em muitas culturas e religiões em tempos diferentes. No entanto, ficou conhecida como e se tornou o símbolo do nazismo durante a Segunda Guerra.

Em vários países o uso da suástica é proibido, como na Alemanha. Aqui no Brasil, de acordo com a Lei n° 7.716, de 5 de janeiro de 1989, “Fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo tem a pena de reclusão de um a três anos e multa”.