Tenente Ledur presta depoimento este mês por tortura

» Mato Grosso

Por Gazeta Digital em 03 de Janeiro de 2018 ás 06:53

A tenente do Corpo de Bombeiros Izadora Ledur de Souza, ré em ação que trata sobre a morte do soldado Rodrigo Patrício Lima Claro durante treinamento, prestará depoimento ao Juízo no próximo dia 26 de janeiro, às 14 horas, na 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

Além dela, que era responsável direta pelo treinamento dos novatos na corporação, também foram intimados outros cinco réus: o tenente-coronel Marcelo Augusto Revéles Carvalho, o tenente Thales Emmanuel da Silva Pereira, os sargentos Diones Nunes Sirqueira e Eneas de Oliveira Xavier e o cabo Francisco Alves de Barros.

Além disso, estão previstas oitivas de testemunhas, mas que vão ocorrer por meio de cartas precatórias, pois moram em cidades do interior como Tangará da Serra, Nova Mutum, Sinop, Dom Aquino, Rondonópolis e chapada dos Guimarães.

Na mesma decisão em que o juiz Jurandir Florêncio, substituto legal da juíza Selma Rosane Santos Arruda, designou a data da audiência de instrução, também foi negado a Ledur o pedido de desclassificação da acusação de crime de tortura para o crime de maus tratos, que tem pena menor.

Conforme a legislação, o crime de tortura tem pena prevista entre 2 e 8 anos de reclusão e outros agravos como a perda de cargo em casos de servidores públicos. Já em relação ao crime de maus tratos, a pena de prisão é entre 4 e 14 anos, quando se resulta em morte.