Vandalismo causa prejuízos aos munícipes

» Giro Policial

Por Ascom Prefeitura/Francieli Cela em 26 de Janeiro de 2018 ás 06:02

Depredação de patrimônio público é crime. Mesmo assim, não impediu o ato de vandalismo que causou a destruição com ateamento de fogo de um contentor de coleta de resíduos nesta manhã (25), no bairro Jardim das Palmeiras.

No dia 07 de janeiro, este incidente também ocorreu no bairro Parque das Emas e outro contentor foi destruído.

De acordo com o diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Raimundo Dantas, depredação de patrimônio público é crime e a autarquia já elaborou um Boletim de Ocorrência para que sejam investigados os autores destes atos.

“Quando um contentor é destruído gera um prejuízo para toda a população, cada equipamento novo custa R$ 1.209,99. A reposição causa transtornos e gastos que não seriam necessários se houvesse a conscientização sobre a conservação destes contentores”, explicou o diretor.

Dantas ainda pontuou que “estes contentores pertencem à sociedade, é um patrimônio público e precisamos que todos ajudem a cuidar e a conscientizar para que eles não sejam danificados. As pessoas precisam nos ajudar denunciando estes vandalismos, para que os culpados sejam punidos de acordo com a lei”.

Atualmente, o município conta com 3.700 contentores instalados em todas as ruas da cidade, atendendo 100% das residências. Em novembro do ano passado, o Saae realizou a recuperação de 25 contentores que foram danificados, principalmente por atos de vandalismo.

» Mais Imagens