Crescem ataques entre candidatos ao governo de Mato Grosso na reta final

» Eleições

Por Gazeta Digital em 24 de Setembro de 2018 ás 09:23

Cresce na reta final da campanha eleitoral o número de imagens, vídeos e textos apócrifos usados para atacar os principais candidatos que lideram as pesquisas ao governo do Estado. Apesar disso, os articuladores de campanha, publicitários e assessores têm mantido o discurso de “debate de ideias”, negando qualquer preocupação em atacar os rivais.

Um desses materiais foi produzido e compartilhado para atacar Wellington Fagundes (PR). A publicação mostra o livro “Os bens que os políticos fazem”, do jornalista Chico de Goes, que tem um capítulo dedicado a comentar sobre o patrimônio do republicano.

“Essa é a verdade sobre como Wellington Fagundes enriqueceu na política de forma inexplicável”, diz trecho final do vídeo. Fato é que Wellington se tornou uma pedra no sapato para os dois outros principais candidatos. De um lado, Pedro Taques (PSDB) teme ser tirado de um eventual segundo turno. De outro lado, Mauro Mendes (DEM) tenta impedir que o republicano cresça ainda mais nas pesquisas de intenção de voto e o impeça a vitória ainda em primeiro turno.

Líder nas pesquisas, o democrata, no entanto, também foi atacado em outro vídeo, compartilhado em aplicativos de mensagem de celular. Nele, Mendes e Jayme Campos (DEM), que é candidato ao Senado pela mesma chapa, aparecem dançando com a sobreposição de uma paródia da canção “Bella Ciao”. A música fala de uma suposta sociedade entre o ex-prefeito de Cuiabá e o ex-governador Silval Barbosa.

Horário eleitoral

Enquanto os vídeos imagens e textos sem autoria percorrem a internet, o horário eleitoral gratuito também vem sendo palco de ataques. As três candidaturas adotaram um tom mais duro em suas campanhas no rádio e televisão. A tendência é que o discurso continue assim nos últimos dias de programação.

 “Vamos manter a mesma linha de antes, apresentar o trabalho do candidato e, se houver necessidade, fazer uma ou outra pontuação, mas sempre dentro do debate político”, garante o publicitário Bruno Bini, responsável pelo marketing de Wellington.

 

» Mais Imagens