Pesquisa indica baixa renovação da bancada de MT na Câmara dos Deputados

» Eleições

Por Folhamax em 10 de Julho de 2018 ás 08:45

O atual presidente do DEM em Mato Grosso, Fábio Garcia, seria o deputado federal mais votado nas eleições deste ano, em outubro, segundo uma pesquisa do instituto Segmenta Dados, publicada nesta segunda-feira e registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número MT-00672/2018. O levantamento aponta ainda que a tendência é ocorrer uma baixa renovação entre os representantes de Mato Grosso na Câmara, já que, dos 8 mais bem colocados, seis vão tentar a reeleição.

A pesquisa foi realizada entre os dias 1º e 5 de julho, em 75 municípios, ouvindo 2048 pessoas com margem de erro de 3% para mais ou menos. No entanto, pesquisas para deputados estaduais e federais podem sofrer grandes diferenças, tendo em vista a pluralidade de candidatos e a polarização das bases de alguns deles.

O levantamento ocorre na modalidade espontânea, onde não é apresentada lista de candidatos. Garcia, eleito em 2014 pela primeira vez ao cargo, teria 5,43% das intenções de voto, segundo o Segmenta Dados.

Na segunda colocação aparece Carlos Bezerra (MDB), com 5,40%, seguido por seu colega de partido, Valtenir Pereira (MDB), com 5,11%. O ex-ministro da Agricultura Neri Geller (PP), com 4,81%, é o quarto colocado.

Na quinta posição está Victório Galli (PSL), com 4,66%, a frente de Nilson Leitão (PSDB), que articula ser candidato a uma vaga ao Senado, com 4,43%. Fecham a lista dos oito primeiros Ezequiel Fonseca (PP), com 4,20% e o deputado estadual Leonardo Albuquerque (Solidariedade), com 3,21%.

Outros 10 pré-candidatos também foram citados na amostragem. O número de eleitores que ainda não tem voto definido é de 44,29%.

A pesquisa para cargos proporcionais - deputados federais e estaduais - mostra apenas uma tendência e não é possível afirmar que os mais votados serão eleitos. A eleição para deputados estaduais e federais, ao contrário das para governador e senador, não é através do somatório de votos simples. É preciso apurar os votos que cada coligação irá ter, além do quociente eleitoral para determinar os 24 parlamentares que serão eleitos para a ALMT e os oito para a Câmara dos Deputados.

 

» Mais Imagens