Lucas é o primeiro município de Mato Grosso a homologar o Documento de Referência Curricular

» Educação

Por Ascom Prefeitura/Educação - Neri Malheiros em 30 de Abril de 2019 ás 06:35

Mais uma vez Lucas do Rio Verde, detentor do segundo melhor Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de Mato Grosso, serve de exemplo e reforça sua imagem de referência na área educacional em todo o país. Com o desafio de implementar a partir do começo deste ano letivo as mudanças originadas da implantação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a Secretaria Municipal de Educação é a única em todo o estado mato-grossense a homologar o Documento de Referência Curricular (DRC) municipal.

Pelo pioneirismo no desbravamento de um caminho a ser percorrido nacionalmente por todos os profissionais de educação, o DRC de Lucas do Rio Verde, já publicado e disponível online no site da Prefeitura (na aba da Secretaria Municipal de Educação), tem servido de modelo para outros municípios do Brasil, conforme comprovam as frequentes solicitações para permissão de uso das concepções contidas no documento precursor.

Animada com o desempenho da equipe e os avanços conquistados, a secretária municipal de Educação, Cleusa Marchezan De Marco, ressalta a importância dos organismos e canais democráticos para o envolvimento dos profissionais na elaboração e implementação do documento. “Por se tratar de um processo bastante dinâmico, este é o resultado de muitas discussões, horas de formação e de construção coletiva ao longo do ano de 2018 e ainda sem previsão de acabar”, afirma.

Em vigor desde 23 de janeiro de 2019, quando foi homologado pela Secretaria Municipal de Educação, depois de validado por meio de parecer descritivo do Conselho Municipal de Educação (CME), o DRC começou a ser implantado nas 17 escolas da rede por meio do Projeto Político Pedagógico (PPP) e da formação continuada dos profissionais do setor.

Normalmente, o PPP passa por revisões pontuais para atualização de dados. No entanto, devido à necessidade de implementação da BNCC por meio do currículo reestruturado, este ano as alterações serão bem mais aprofundadas. O assunto já havia sido tratado na 1ª Jornada de Inovação Pedagógica, realizada na abertura do ano letivo, e, em março, durante o ciclo de oficinas com profissionais do Centro de Formação e Atualização dos Professores (Cefapro/Sinop).   

Recentemente, no Auditório dos Pioneiros, gestores e coordenadores da rede municipal participaram de mais uma atividade de formação sobre o PPP, que será dividido em módulos para facilitar a revisão. Organizado pela Assessoria Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, o encontro serviu para debater a metodologia de trabalho, o modelo de formação adotado e apresentação dos questionários de pesquisa socioeconômica e diagnóstico dos indicadores educacionais de qualidade.

“Coletivamente, definimos qual estrutura política pedagógica garantirá que o PPP observe as determinações da BNCC, separamos as ações por módulos e ainda definimos um cronograma de ações e de formação para cada módulo por meio de oficinas para a conclusão dos trabalhos”, destaca Hosana Caetano, coordenadora da equipe pedagógica.

A coordenadora também chama atenção para o fato de que os questionários preparados especificamente para obter um diagnóstico mais preciso acerca da qualidade do ensino-aprendizagem na rede municipal já foram direcionados aos pais de alunos e aos profissionais de todas as escolas. “Desse modo, teremos informações detalhadas sobre como toda comunidade escolar avalia o trabalho desenvolvido nas diferentes frentes que compõem cada unidade, reunindo dados fundamentais para o fortalecimento de políticas públicas educacionais que favoreçam a qualidade do ensino de nosso município”, declara.

Na verdade, trata-se de um conjunto de políticas, medidas e ações implementadas para fomentar a concretização da Cidade do Conhecimento, escopo maior da educação do município de Lucas do Rio Verde. “Os investimentos em estrutura física e na formação dos profissionais, bem como a implantação do Programa de Ciência, Inovação e Tecnologia Educacional (CiteLucas) e todo nosso esforço para termos o quanto antes um campus avançado de universidade pública, colocam a educação como eixo e agente do desenvolvimento socioeconômico do município, hoje, já reconhecidamente, um polo regional de ensino”, ressalta o prefeito Luiz Binotti.

 

» Mais Imagens