Em novo encontro, prefeito e diretores da Unemat avançam no modelo de campus avançado

» Educação

Por Ascom Prefeitura/Educação - Neri Malheiros em 18 de Dezembro de 2018 ás 07:38

Diretores dos campi da Universidade de Mato Grosso (Unemat) de Sinop e de Tangará da Serra encontraram-se na última sexta-feira (14) com o prefeito Luiz Binotti e a secretária municipal de Educação, Cleusa Marchezan De Marco, em Lucas do Rio Verde, para dar andamento às negociações em torno da instalação do campus avançado da instituição de ensino superior no município.

Esse foi um compromisso assumido pela atual reitora da Unemat, Ana Maria Di Renzo, que transmitirá o cargo na próxima terça-feira (18), em Cáceres, para o novo reitor, Rodrigo Zanin, eleito para a gestão 2019-2022. Desde abril, a população luverdense conta com dois cursos de bacharelado da instituição (engenharia civil e engenharia de alimentos), vinculados aos campi de Sinop e Barra do Bugres.

Bastante otimista, o prefeito definiu o encontro como mais uma etapa cumprida para a concretização do sonho de ter, definitivamente, uma universidade pública em Lucas do Rio Verde.  “Estamos nos preparando para que a reunião marcada para o dia da transmissão de posse seja decisiva para instalar o campus em nosso município. Nesses últimos dois anos galgamos quase todos os degraus e estou confiante de que estamos na reta final para atender principalmente essa demanda reprimida de jovens que não conseguem fazer um curso superior por falta de recursos.”

A concepção de um novo modelo estruturante, com alternância de cursos de acordo com a demanda, foi bem recebida pelo gestor municipal, visto que, uma vez suprida a necessidade momentânea, oferta-se outros cursos que atendam às expectativas da sociedade local. “Num estado como Mato Grosso, de baixa densidade demográfica, não é interessante ter um curso permanente que formará todo ano um grande número de profissionais que, de repente, irão ficar ociosos no mercado por falta de ocupação”, observa Binotti.     

Segundo o professor Roberto Alves de Arruda, eleito para o cargo de diretor do Campus Regionalizado da Unemat de Sinop, a reunião avançou em relação ao encontro anterior, no dia 29 de novembro, em Sinop. “Evoluímos principalmente na conceituação do modelo de campus que nós queremos implementar aqui, com a parceria do município de Lucas do Rio Verde, agregando o Centro Tecnológico, que perpassa uma transversalidade do processo de formação, começando da educação básica até a pós-graduação. Lucas apresenta uma particularidade de potencial econômico extremamente forte e a necessidade de pensarmos na abertura de um de um modelo diferenciado, que é o campus avançado com essa nova formatação”, defende. 

Para ele, não se trata de pensar apenas no momento local, mas em uma perspectiva inovadora que ultrapassa a própria conceituação de atender uma determinada demanda de olho no futuro, dada a importância de Lucas do Rio Verde no Estado de Mato Grosso. “No próximo dia 18, em Cáceres, vamos conversar com a professora Ana e o professor Rodrigo com a perspectiva de transformar o núcleo hoje existente em um campus avançado. Essa não é apenas uma mudança de nomenclatura, mas uma mudança de concepção. Temos amparo legal no Congresso, que definiu essa nomenclatura, e a partir dela que nós vamos participar da posse, também já investidos das nossas próprias funções como novos diretores dos campi de Sinop e de Tangará da Serra, para que criemos aqui, definitivamente, o campus avançado de Lucas do Rio Verde.”

Na opinião do professor Raimundo N. C. de França, novo diretor Político Pedagógico da Unemat de Tangará da Serra, o fortalecimento de qualquer polo regional faz com que a instituição toda acabe ganhando. “Lucas do Rio Verde hoje é um parceiro estratégico, que se desenvolve a passos largos, e precisa ter a Unemat dando esse suporte, esse capital intelectual. Temos algumas áreas de conhecimento já consagradas e acredito que também podemos contribuir para esse avanço, como já ocorre com o campus de Barra do Bugres”, destaca.  

De acordo com a secretária de Educação, Cleusa Marchezan De Marco, o envolvimento de dirigentes do campus de Tangará da Serra nas discussões foi de extrema importância para ampliar o entendimento da gestão do prefeito e da vontade da população de Lucas do Rio Verde de ter o campus avançado da Unemat. “Os diálogos avançaram bastante. Assim como os diretores se comprometeram em somar esforços para a concretização desse objetivo, eles também vieram em busca de um compromisso nosso para a articulação política e viabilização da infraestrutura necessária para efetivar a instalação do campus avançado”, resume.

Também participaram do encontro a professora Irene Carrillo Romero Beber, coordenadora Pedagógica do campus de Sinop, e ainda a professora Carolina Tito Camarço, diretora administrativa, o professor Rivanildo Dallacort, coordenador do Centro de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto, e o professor Elias Antunes dos Santos, da Engenharia Civil, todos ligados ao campus de Tangará da Serra. 

 

» Mais Imagens