Deputado defende que 13º atrasado fique em restos a pagar

» Economia

Por Gazeta Digital em 04 de Janeiro de 2019 ás 05:42

Deputado estadual e provável líder do governo Mauro Mendes (DEM) na Assembleia Legislativa (ALMT), Dilmar Dal'Bosco (DEM) defende que o governador priorize apenas a folha salarial de "dentro de sua gestão", sem se preocupar excessivamente com valores em atraso desde o governo Pedro Taques (PSDB).

"O Estado tem que focar na folha de pagamento de janeiro a janeiro. O que está em saldo devedor temos que discutir e encontrar uma forma de pagamento", disse o deputado durante a cerimônia de posse no Executivo, na terça-feira (1º).

Dívida herdade de 2018, Servidores públicos, aposentados e pensionistas que fazem aniversário nos meses de novembro e dezembro ainda não receberam o 13º salário. Funcionários comissionados e 50% dos que trabalham em empresas estatais também aguardam o recebimento. Os poucos recursos ainda disponíveis em caixa estão sendo destinados justamente aos serviços básicos.

"Será um grande problema que vamos ter que enfrentar. O governo do Estado, servidores públicos. E a gente vai ter que encontrar o melhor caminho", completou Dilmar Dal'Bosco.

Sobre uma possível greve dos servidores, o parlamentar reconhece o direito de reivindicação do funcionalismo público, porém, defende que os servidores compreenda a situação financeira do Executivo.

"Quando eu assumi como líder do governo passado, eu assumi com uma greve em andamento. Nós tínhamos a questão da RGA, com um grande problema financeiro do governo do Estado e nós ajudamos com diálogo", lembrou.

Sem o pagamento do 13º, vários sindicatos ingressaram com ações de cobrança no Tribunal de Justiça.

 

» Mais Imagens