Sindicato dos investigadores pede à PJC o fechamento de 21 delegacias em MT

» Crise

Por Gazeta Digital em 15 de Dezembro de 2018 ás 07:05

O Sindicato dos Investigadores de Polícia Civil de Mato Grosso (Sinpol-MT) encaminhou um ofício ao delegado-geral da Polícia Civil, Fernando Vasco Spinelli, pedindo o fechamento de 21 delegacias em cidades do interior do Estado por causa do sucateamento das unidades, falta de pessoal, estrutura e falta manutenção. Confira lista ao final da matéria.

São 2.108 profissionais atuantes nas delegacias em Mato Grosso. No entanto, a previsão para 2018 era manter a atividade de 4 mil investigadores, o que não aconteceu segundo o Sinpol. De acordo com o documento, o efetivo dentro dessas 21 delegacias é composto por 3, 2 ou apenas 1 investigador.

 “É humanamente impossível manter uma delegacia com esse número de policiais, até porque se fechar a delegacia ele (servidor) poderá responder por improbidade administrativa”, aponta o vice-presidente do sindicato, Gláucio Castanon. Fato esse que ocorreu e foi registrado no ofício após 2 investigadores de Nova Ubiratã saírem da Cidade para conduzir um preso para outro município e terem de fechar a delegacia.

Conforme o princípio da razoabilidade e proporcionalidade citado no documento, para se manter uma delegacia o mínimo de efetivo seria de 4 policias em um plantão. “Isso apenas para fazer a guarda patrimonial e atender as pessoas na recepção”, afirma o sindicalista.

 

 Castanon também relata a falta de subsídio do Estado para com o servidor que presta 24 horas de serviços, sem receber alimentação e ainda por falta de efetivo ter de cumprir sobreaviso. Ou seja, ficar à disposição de qualquer ocorrência sem que esteja oficialmente no plantão.

“Inúmeras delegacias estão totalmente sucateadas, não têm infraestrutura necessária, não têm internet, as estruturas físicas são péssimas, as poucas viaturas que são contratadas não são condizentes com a necessidade policial. No último lote que veio não tinha rádio comunicador e nem compartimento para transporte de presos”, pontuou.

O representante do Sinpol afirma já ter realizado várias reuniões com o governo do Estado expondo os problemas da categoria, no entanto sem obter respostas. “A alternativa é solicitar o fechamento dessas delegacias por falta de condições e efetivo. A revolta do cidadão não é contra o Estado é contra o policial. Estamos tentando reverter essa situação enquanto há tempo”, finalizou.

Outro lado - A reportagem do  entrou em contato com a Polícia Judiciária Civil e a Secretaria de Segurança Pública (Sesp-MT) para saber se há providências sendo tomadas acerca do pedido e dos apontamentos sobre a falta de estrutura, efetivo e condições de manter as unidades no interior.

Lista de delegacias para fechamento:

Alto Paraguai - 1 investigador

Cana Brava do Norte - 2 investigadores

Castanheira - 2 investigadores

Cláudia - 2 investigadores

Feliz Natal - 3 investigadores

Gaúcha do Norte - 3 investigadores, sendo um trabalhando como escrivão

Luciara - 2 investigadores

Nortelândia - 2 investigadores

Nova Lacerda - 2 investigadores

Nova Marilândia - 1 investigador

Nova Ubiratã - 2 investigadores

Ponte Branca - 2 investigadores

Rondonópolis - 2 investigadores na Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito

Santa Cruz do Xingu - 2 investigadores

Santa Terezinha - 2 investigadores

Santo Afonso - 1 investigador

São José do Povo - 1 investigador

São José do Xingu - 2 investigadores

União do Sul - 2 investigadores

Vera - 3 investigadores

 

» Mais Imagens