Ministra do STJ nega novo pedido e mantém Savi na cadeia

» Corrupção

Por Midia News em 08 de Agosto de 2018 ás 07:21

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), manteve, nesta terça-feira (07),  a prisão do deputado estadual Mauro Savi (DEM). A íntegra do despacho ainda não foi publicada. No último dia 31 de julho, o ministro Humberto Martins já havia negado pedido de liberdade para o parlamentar, no entanto a defesa pediu que a decisão fosse reconsiderada.

"Indeferido o pedido de Mauro Luiz Savi de reconsideração. (Publicação prevista para 09/08/2018) (30048)", diz trecho da decisão publicado no STJ. Essa é a quarta derrota judicial de Savi no STJ. Ele foi preso no dia 9 de maio, durante a deflagração da 2ª fase da Operação Bereré, que apura esquema de fraude, desvio e lavagem de dinheiro no âmbito do Detran-MT, na ordem de R$ 30 milhões, que operou de 2009 a 2015.

Segundo as investigações, parte dos valores repassados pelas financeiras à EIG Mercados por conta do contrato com o Detran retornava como propina a políticos e empresários, dinheiro esse que era “lavado” pela Santos Treinamento – parceira da EIG no contrato - e por servidores da Assembleia, parentes e amigos dos investigados.

O deputado é apontado como um dos líderes e maiores beneficiários do esquema. O Ministério Público Estadual (MPE) afirmou que ele recebia propinas milionárias através do empresário Claudemir Pereira, então sócio da Santos Treinamento.

Savi ainda teria exigido R$ 1 milhão dos sócios da EIG, em 2014, para aceitar encerrar as negociações ilícitas.

 

» Mais Imagens