Após aeroporto ganhar título de pior do país, ministro faz visita

» Copa do Mundo

Por RDNEWS em 06 de Maio de 2014 ás 14:40

Rodinei Crescêncio

O ministro da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, fez uma vistoria ”surpresa” nas obras do aeroporto Internacional Marechal Rondon nesta terça (6). A visita, comunicada ontem (5) às 20h ao governador Silval Barbosa (PMDB), acontece dias após divulgação de pesquisa em que o aeroporto foi classificado como o pior do país na avaliação dos passageiros.

A pesquisa de opinião, inclusive, foi feita pela própria secretária da Aviação para avaliar os 15 principais aeroportos brasileiros. Na aferição anterior, com o mesmo perfil e realizada nos 3 últimos meses de 2013, a Capital mato-grossense estava em penúltimo lugar, ganhando somente de Guarulhos, mas, agora, ficou com o título "indigesto". 

A inspeção de hoje foi feita por Moreira Franco e técnicos do ministério, tendo sido acompanhada pelo governador, pelo o secretário da Copa, Maurício Guimarães e pelo dono da Engeglobal Robério Gárcia, o Berinho. Como a obra é de responsabilidade do governo federal, sendo acompanhada pelo estadual, Moreira Franco tem “batido duro” e cobrado celeridade. 

Nos bastidores, a informação é de que ele está bastante preocupado com a situação de Cuiabá. Já agendou, inclusive, nova visita no próximo dia 13, quando quer marcar a data para a inauguração do local. O problema é que, embora, oficialmente, se garanta que tudo corre dentro do cronograma, ainda há muito o que se fazer. Apesar disso, Berinho, em entrevista, garantiu que não há nenhuma preocupação com os prazos e que o aerpoporto estará pronto para atender a demanda da Copa. 

Segundo ele, 90% do novo terminal de embarque e desembarque já foram executados e a inauguração poderá ser feita no final do mês. Ele reconhece, entretanto, que a parte que inclui também a reforma do terminal antigo só será entregue após a Copa do Mundo. Segundo Robério, esta posição já foi apresentada ao ministro que entendeu a situação.

Esta parte da obra representa entre 20% e 30% do contrato. O antigo terminal ficará isolado com tapumes entre junho e julho, quando vão ocorrer os jogos do mundial em Cuiabá. Mesmo assim, ele garante que a sociedade vai ter os melhores serviços e condições de transporte aeroportuário possíveis. Quanto à pesquisa nacional, que classificou o aeroporto como o pior do país, Robério ressalta que este é o preço que Cuiabá está pagando pelo antigo descaso com o sistema aeroportuário.

 

» Mais Imagens