Universitário é preso após ameaçar massacre em faculdade de MT

» Cidades

Por Folhamax em 03 de Abril de 2019 ás 06:17

Um homem identificado apenas como Marcos foi preso nesta terça-feira (02) pela Polícia Militar de Colíder (distante 633 quilômetros de Cuiabá) após, supostamente, ameaçar de “atirar em todo mundo” dentro da Faculdade Facider, que suspendeu as aulas de hoje como forma de prevenir um ataque. As ameaças foram proferidas a alguns de seus colegas do curso de Direito por meio de áudios e textos em um grupo do aplicativo WhatsApp.

Nos vários áudios que chegaram à Polícia Judiciária Civil, Marcos profere frases desconexas, ameaça um guarda de trânsito, xinga policiais civis e militares e diz que pertence  “à Força Aérea”. Ele ainda usou dessa suposta influência para recuperar uma moto supostamente roubada dele. “Eu vou matar todo mundo. Não tô nem aí não, rapaz. Não tenho medo de ninguém não, meu irmão. Não sou moleque não, rapaz, aqui é Força Aérea, não mexo com trinta e oitinho veio não, só mexo com pistola”, são algumas das pérolas do rapaz.

Horas depois, policiais civis e militares agiram em conjunto e prenderam Marcos. O comandante da Polícia Militar na cidade, Wesmensandro Auto, disse que precisaram usar força moderada porque o candidato a atirador decidiu resistir à prisão.

Para a polícia, Marcos, em verdade, faz a péssima mistura de remédios controlados prescritos por receita médica com entorpecentes e isso pode o ter levado a um surto psicótico , gerando pânico e consequente alerta entre os estudantes. De acordo com o comandante, Marcos aparenta estar mais calmo, mas continua sob observação no quartel da PM da cidade. As informações são do site TV Notícias, da mesma Colíder.

 

» Mais Imagens