Moto furtada no Centro de Cuiabá estava à venda na internet

» Cidades

Por Midia News em 08 de Março de 2019 ás 06:53

Dois homens acusados de receptar e adulterar uma motocicleta furtada foram presos pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), da Polícia Civil, na tarde quarta-feira (06), em Cuiabá. O trabalho resultou na recuperação de uma moto XRE 300 que era anunciada à venda pela internet .

A.B.P., de 23 anos, e A.S.P. de 33, estavam em posse do veículo proveniente de furto, que era anunciado a venda através de grupos da Rede Social Facebook.Depois de presos, eles foram autuados em flagrante pelos crimes de receptação, adulteração identificador de veículo automotor e uso de documento falso.

A motocicleta Honda XRE 300 vermelha foi furtada no dia 25 de janeiro. Conforme a vítima, o veículo estava estacionado na frente da Câmara dos Vereadores, quando foi levado. Câmeras de segurança gravaram o momento em que a motocicleta foi furtada.

A identificação dos acusados aconteceu após investigadores receberem denúncia sobre uma pessoa que estava vendendo uma motocicleta XR 300 vermelha com suspeita de adulteração. Durante diligências para averiguar as informações, os policiais civis conseguiram chegar a pessoa de A.S.P., morador do bairro Jardim Gramado.

Ao ser abordado em sua residência, o suspeito confirmou que estava com a motocicleta. Em seguida foi feita a checagem do veículo e constatada a adulteração no chassi e no motor, ambos lixados e remarcados com numeração de outra moto de placa de Tangará da Serra. O documento da motocicleta XR 300 também apresentava registro de furto ocorrido na cidade de Rosário Oeste, em dezembro de 2017.

Questionado, A.S.P. alegou que havia comprado a moto de A.B.P., o qual foi encontrado pelos policiais civis da DERRFVA, no bairro Osmar Cabral. Em entrevista, o segundo envolvido confirmou os fatos, bem como informou ter adquirido a Honda XR 300 de outra pessoa na região da Pedra, por um valor abaixo da tabela.

Conduzidos à Derrfva, os dois suspeitos foram interrogados pelo delegado Diego Alex Martimiano da Silva e presos em flagrante por receptação, adulteração identificador de veículo automotor e uso de documento falso. Em seguida os presos foram colocados à disposição da Justiça.

 

» Mais Imagens