Piloto melhora mas ainda recebe analgésicos potentes

» Cidades

Por Midia News em 15 de Novembro de 2018 ás 06:36

O piloto Maicon Semencio Esteves, de 27 anos, encontrado em uma região de mata em Peixoto de Azevedo (a 696 km de Cuiabá) após quatro dias desaparecido, apresentou melhora no quadro de infecção, mas ainda recebe doses potentes de analgésicos por conta das extensas queimaduras. A informação consta no novo boletim médico divulgado pelo Hospital e Maternidade 13 de Maio, no Município de Sorriso, onde ele está internado desde a quinta-feira (8).

“[Maicon] mantém-se acordado, lúcido, orientado, alimentando-se por via oral [...], respirando sem ajuda de aparelhos”, diz trecho do boletim médico. O piloto, que teve queimaduras de primeiro e segundo graus nos braços, mãos e rosto, foi submetido à novo procedimento de limpeza e curativos nos ferimentos. Ele continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital e ainda não tem revisão de alta.

Segundo os médicos que o atenderam, o piloto sofreu queimaduras de segundo e terceiro graus em 25% do corpo.

Relembre o caso

O avião agrícola que Maicon pilotava caiu no dia 3 de novembro em uma região de mata de Peixoto de Azevedo. Ele foi encontrado quatro dias depois com ferimentos e queimaduras. O piloto sobreviveu na mata comendo bolachas e tomando água de um riacho. Cerca de 30 pessoas – entre elas, parentes, amigos, policias militares, uma equipe do Corpo de Bombeiros e funcionários de uma fazenda da região – participaram das buscas.

Maicon foi transportado em uma maca improvisada e levado de camionete para o Hospital Regional de Peixoto de Azevedo. Ele transferido para Sorriso no dia seguinte (8), onde permanece internado até receber alta.

 

» Mais Imagens