Sobrinho de Bolsonaro atribui nomeação à meritocracia

» Brasil

Por MSN em 26 de Abril de 2019 ás 07:15

Contratado para cargo de confiança no gabinete do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) com salário de mais de R$ 20 mil, o estudante de Administração Leonardo Rodrigues, 35 anos, primo de filhos do presidente Jair Bolsonaro, justificou sua qualificação para o cargo no Instagram. Segundo ele, suas “características profissionais são fruto de duas décadas de trabalho árduo e de preciosas lições aprendidas em família”.

“Sempre acreditei na meritocracia e no valor do trabalho, verdadeiro fiador das liberdades individuais. A boa política, entretanto, é indissociável de mim desde a infância.” A contratação gerou diversas críticas.

O senador afirmou que contratou Leonardo com salário de R$ 22,9 mil por mês para o segundo cargo mais alto do gabinete pelo “feeling” que teve e “desenvoltura” do estudante, segundo a Folha de S.Paulo.

″É um garoto novo, que estuda administração, conhece muita gente na República, aqui em Brasília e vai ser uma forma de me ajudar também. Assim como eu tenho doutores em direito eleitoral, tenho doutores em economia, inclusive um funcionário que eu requisitei do Banco Central. Enfim, eu também estou pegando essa turma nova para me dar suporte. Então é uma assessoria que vai ser boa para mim”, disse o senador à Folha.

Leonardo, conhecido como Léo Índio, ficou conhecido no início do ano quando o jornal O Estado de S.Paulo noticiou que ele circulava como um “olheiro” no Palácio do Planalto. Ele esteve no Planalto 58 vezes nos 45 primeiros dias de governo. O presidente, no mesmo período, esteve 16 dias no Planalto.

Léo é próximo aos filhos de Bolsonaro, especialmente ao vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

 

» Mais Imagens