Após deixar a prisão, Temer volta para SP em avião de empresário delatado por Silval

» Brasil

26 de Março de 2019 ás 07:55

Fábio Motta/AE

O ex-presidente da República Michel Temer (MDB) deixou a prisão da Polícia Federal nesta segunda-feira (25), no Rio de Janeiro, e foi para sua casa em São Paulo com a aeronave que pertence ao empresário Valdinei Mauro de Souza, dono da Maney Mineração Casa de Pedra Ltda, delatado pelo ex-governador Silval Barbosa. A informação é do site O Antagonista.

De acordo com a publicação, Temer decolou do aeroporto Santos Dumont às 20h00 (horário de Brasília) no avião bimotor King Air 350 fabricado pela empresa norte-americana Beechcraft, com prefixo PT-WAC.

Temer foi preso na última quinta-feira (21) durante a operação Descontaminação, nova fase da Lava Jato. O ex-presidente é acusado de liderar uma organização criminosa que teria recebido mais de R$ 1,8 bilhão em propina.

Valdinei Mauro de Souza é citado na delação de Silval Barbosa. Em depoimento ao MPF, o ex-governador disse que comprou junto com o empresário uma fazenda em Nossa Senhora do Livramento (distante 38 km Cuiabá), onde funcionava um garimpo de ouro, no valor de R$ 20 milhões. Além de uma aeronave avaliada em R$ 4,8 milhões, cuja metade deste valor foi pago com dinheiro de propina.

Nos dois casos, Silval cita as palavras “sócio” e “sociedade” para se referir ao grupo empresarial liderado por Valdinei.No anexo 60 da delação, Silval diz que, entre 2012 e 2013, intercedeu a compra da área de garimpo, conhecida como Fazenda Ajuricaba.

O então governador foi até Goiânia conversar com o proprietário da terra, Aníbal Crosara Júnior. Ficou acertado, na época, que o grupo teria “prioridade” na compra. Em troca, a empresa de Aníbal, a Construtora Emsa, também teria prioridade em negócios com o governo de Mato Grosso.

A terra ficaria no nome dos empresários Valdinei de Souza e Wanderley Torres, assim como do ex-secretário de Estado, José Lacerda, e de Antônio Barbosa, irmão de Silval.

No depoimento, o ex-governador detalha que a parte de seu irmão, 25%, também lhe beneficiava. Diz ainda que Valdinei de Souza ficaria com 50%, Wanderley Torres com 20% e José Lacerda com 5%.

 

Ouro

No ano passado, o jornal A Gazeta revelou que Valdinei de Souza foi a pessoa que mais retirou ouro em Mato Grosso. Na reportagem, o jornalista Lázaro Thor Borges traz dados da Agência Nacional de Mineração (ANM), que registraram que o empresário conseguiu extrair 104,15 Kg de ouro em minas de Cuiabá.

Em outro garimpo, em Poconé, que tem só Valdinei como responsável, foram retirados 46,62 Kg do minério.

 

 

Fonte: http://www.gazetadigital.com.br/editorias/politica-de-mt/aps-deixar-a-

» Mais Imagens