Professora agredida em SC faz carta à ministra Damares pedindo respeito

» Brasil

Por Notícias ao Minuto em 09 de Janeiro de 2019 ás 06:05

A professora de português Marcia Friggi, que foi violentamente agredida por um aluno em 2017 num colégio municipal de Indaial (SC), divulgou uma carta aberta a Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos.

Nela, a professora diz que tem analisado os vídeos que circulam na internet com depoimentos da ministra sobre os professores brasileiros e pede respeito: "como professora, sinto-me profundamente ofendida e humilhada. Venho percebendo seu empenho em colocar a sociedade contra a educação brasileira e seu magistério".

"A senhora, nos seus ataques, sempre focou a educação e o magistério brasileiro, esse foco não é inocente, é estratégico. Desmoralizar, humilhar, deslegitimar e demonizar os professores, colocar a sociedade contra nós e contra a educação, só nos enfraquece ainda mais. Como se já não bastassem nossos baixos salários, a falta de condições estruturais, a ausência e a falta de incentivo a bons cursos de formação continuada", disse.

Marcia ainda afirmou: "Venho, também, oferecer-lhe um conselho: desça dos seus delírios fakes, Senhora Ministra, pise no chão e encare a realidade. Porte-se com a seriedade que a importância do seu cargo exige. Deixe assuntos fúteis como cor de roupa adequada para seus colóquios no púlpito da igreja", referindo-se à declaração de Damares sobre menino ter que vestir azul e menina vestir rosa.

 

» Mais Imagens