Vereadores aprovam a destinação de dez pasteurizadores lentos para produtores inscritos no Selo de Origem

» Agricultura

Por Ascom/Marcello Paulino em 28 de Fevereiro de 2018 ás 07:51

Tarsila Borges

Os vereadores aprovaram na noite desta segunda-feira (26), em sessão ordinária, o Projeto de Lei n. 06/18, que autoriza o município a ceder a título gratuito dez pasteurizadores lentos. Os equipamentos serão destinados aos produtores de queijo artesanal, inscritos no Programa Selo de Origem Municipal. O período de cedência é de dois anos, podendo ser prorrogado.

Segundo o presidente da Câmara, vereador Mano (Jiloir Pelicioli – PDT), o objetivo dos pasteurizadores é incentivar a produção e melhorar a renda dos pequenos produtores. “É um equipamento importante e que irá proporcionar a produção de queijos artesanais, garantindo a qualidade dos alimentos produzidos pelos agricultores.”

Foram investidos R$ 70 mil. O recurso viabilizado por meio de um convênio entre o município, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Caixa Econômica Federal. Segundo o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Márcio Albieri, o valor do convênio é de R$ 129 mil. Com a economia alcançada no processo de licitação, serão adquiridos outros pasteurizadores.

“Fizemos uma licitação muito boa e conseguimos baixar bem o valor dos equipamentos. Com o recurso que sobrará, iremos comprar mais pasteurizadores, beneficiando mais produtores.”

A previsão é que os equipamentos sejam entregues na próxima semana. Os beneficiários são responsáveis pela manutenção das máquinas e devem entrega-las, após o período de cessão, em perfeitas condições.

A pasteurização consiste no aquecimento do alimento a uma determinada temperatura, por determinado tempo, e depois resfriado a uma temperatura inferior, de forma a eliminar os micro-organismos presentes, evitando a contaminação do leite e subprodutos e reduzindo a transmissão de doenças.

 

» Mais Imagens