Ações de gestão da Casa Lar apresentam resultados positivos

» Ação Social

Por Ascom Prefeitura em 05 de Abril de 2019 ás 06:46

Toda criança ou adolescente que necessita ser afastado do convívio familiar temporariamente ou permanentemente, em decorrência de violações de direito ou rompimento dos vínculos familiares, encontra no Serviço de Acolhimento à Criança e ao Adolescente (Saca) um local de proteção e cuidados, a Casa Lar Jaime Seiti Fujii.

Nos três primeiros meses desse ano estiveram acolhidas 11 crianças e um adolescente na Casa Lar. Nos dias 20 e 27 de março ocorreram as audiências concentradas, que são momentos de grande mobilização entre o Serviço de Acolhimento, Fórum da Comarca de Lucas do Rio Verde, Ministério Público, Defensoria Pública e demais órgãos de Defesa de Direitos para que cada criança e adolescente permaneça o menor tempo possível em unidade de abrigamento.

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Lucileide Gurka, devido a este intenso trabalho de todos os órgãos envolvidos e com o apoio da primeira-dama Rafaela Frizzo, bons resultados foram obtidos. “Atualmente, a Casa Lar está com somente dois acolhidos, todos os outros retornaram para suas respectivas famílias, que é um dos nossos objetivos, para que a criança e adolescente fique o menor tempo possível longe do seio familiar. É importante pontuar que a Unidade de Acolhimento é um serviço dinâmico, podendo ocorrer alteração no número de acolhidos frequentemente”.

A Casa Lar Jaime Seiti Fujii conta com uma equipe composta por cuidadores, condutora de veículo, assistente social, psicóloga, coordenadora, zeladora, guarda de patrimônio e cozinheira. Essa equipe é responsável por todos os cuidados do acolhido, dos mais básicos como higiene, alimentação e educação, aos mais complexos como providenciar tratamento de saúde, atividades extraescolares, cronograma da rotina, acompanhamento psicossocial e inserção em serviços/atendimentos de acordo com a demanda individualizada da criança ou adolescente.

A equipe técnica (assistente social e psicólogo) é responsável pelo acompanhamento psicossocial dos usuários e de suas respectivas famílias com vistas a reintegração familiar; apoio do trabalho desenvolvido pelos cuidadores; elaboração e encaminhamento ao Fórum da Comarca de Lucas e Ministério Público de relatórios mensais sobre a situação de cada acolhido apontando possibilidades e necessidades dos mesmos; encaminhamento, discussão e planejamento conjunto com outros atores da rede de serviços das intervenções necessárias ao acompanhamento das crianças e adolescentes e de suas famílias; esse trabalho é fundamental para que a criança e adolescente fique o menor tempo possível longe da família.

“Por mais recursos que uma Casa Lar possa ter, o melhor lugar para que uma criança ou adolescente se desenvolva ainda é em um ambiente familiar”, explica Lucileide.

A secretária ainda ressalta que a Gestão Luiz Binotti tem promovido ações e pensado em projetos que visam a proteção da criança e adolescente. “A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio da Secretaria de Assistência Social, Fórum da Comarca de Lucas do Rio Verde, Ministério Público, Defensoria Pública e demais órgãos de Defesa de Direitos, procuram ininterruptamente mobilizar a família e a sociedade, para a afirmação do princípio da proteção integral, e defesa dos direitos das crianças e adolescentes do município. Este resultado é uma grande conquista para nossa cidade, graças à parceria entre os poderes Executivo e Judiciário”.

 

» Mais Imagens