Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres começa em Lucas

» Ação Social

Por Ascom Prefeitura/Maryuska Pavão em 27 de Novembro de 2018 ás 07:10

Começou nesta segunda-feira (26/11), a campanha internacional ‘16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres’, que é promovida anualmente pela Organização das Nações Unidas (ONU) e em Lucas do Rio Verde é desenvolvido pela secretaria de Assistência Social, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), em parceria com Conselho Municipal de Direitos da Mulher.

A assistente Social do Creas, Eloisa Andretta, explicou que neste ano a ação tem como objetivo a orientação dos homens, com a prevenção e o enfrentamento da violência doméstica e assim evitar possíveis agressões.

“O foco dessa campanha é o fim da violência contra as mulheres, e como os homens são os principais agressores, neste ano queremos conscientizar os homens sobre o tratamento a ser dado às suas mães, esposas e filhas. Vamos trabalhar com todos os grupos envolvidos, sejam mulheres, adolescentes e jovens, porém as palestras terão como foco os homens” explicou ela.

Conforme a assistente social, desde janeiro deste ano até o momento, o Creas registrou 132 casos de mulheres vítimas de violência doméstica.

“Sabemos que esse número pode ser ainda maior, porém muitas dessas mulheres acabaram não registrando a violência sofrida, e nosso objetivo é exatamente o de produzir uma reflexão e conscientização daqueles que já sofreram ou que ainda daqueles que praticaram algum tipo de violência” disse ela.

A campanha ‘16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres’ começou oficialmente neste domingo (25) com panfletagem na caminhada “Passos que Salvam”.

CRONOGRAMA DA CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO

26/11 a 04/12 – Ciclo de palestras nas empresas.

30/11 – Panfletagem na praça da liberdade as 17h30 (Conselho da Mulher)

01/12 – Pit Stop e panfletagem na avenida Mato Grosso próximo a Caixa Econômica às 07h30

01/12 – Palestra no encontro de mulheres agricultoras no Clube de Bem com a Vida às 09h30

05/12 – Encerramento da campanha com atividades com grupo de mulheres do CRAS e CREAS.

ORIGEM

Os 16 dias de ativismo começaram em 1991, quando mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), iniciaram uma campanha com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo, segundo a ONU Mulheres Brasil.

No Brasil, a Campanha ocorre desde 2003 e é chamada 16+5 Dias de Ativismo, pois incorporou o Dia da Consciência Negra, de acordo com a Procuradoria Especial da Mulher. A mobilização termina em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Cerca de 150 países participam da campanha.

 

» Mais Imagens